27 dezembro 2010

A retrospectiva,e a arrancada.

Tudo bem comigo,está tudo em seu devido lugar! Não precisa se preocupar mais,vou ficar eternamente bem,de verdade. Me falta um alguém no lado esquerdo,me falta alguém no lado de dentro,me falta alguém no lado de fora,mas ainda estou bem.

O que foi Dois Mil e Dez? Foi um sonho! Muitos erros,poucos acertos. Poderia escrever um livro com o nome do ano,mas ainda tenho segredos profundos,e coisas que ainda sinto e prefiro guardar pra mim mesma,porque aprendi que nem sempre as pessoas estão aptas á ouvir...dizem que sempre vão estar lá,mas não é isso de verdade,não é mesmo?

Veja o palácio que construí em Dois Mil e Dez. Lindo,explêndido: Construí sozinha. Nunca disse: "Preciso de fulano" para conseguir levantar as paredes,porque desde niña aprendi á dar meus passos sozinha,e,até hoje,apesar dos tropeços,sigo firme por onde ando,sem medo do que pode acontecer,sem medo do que posso ver.

Que engraçado! Estou aqui,deitada no chão,fitando o teto,e pensando em tudo o que fiz até hoje. Tantas pedras tentando me acertar,e eu desviando de todas elas,seguindo a direção que já não tem mais rumo. Pensando em quantas pessoas me atraiçoam por dia,pedindo á Deus que me proteja de cada pensamento mal que as pessoas tem quando me olham dos pés á cabeça,invejando tudo o que faço,aonde eu cheguei...Quero isso longe de mim,bem longe.

O que eu quero por perto,só sinto quando fecho bem os olhos,quando volto no tempo,quando me arrependo do que não fiz,quando me arrependo de não ter dito,não ter ido,não ter abraçado. Mas vou ser forte! Vou resistir! Vou carregar o erro nas costas eternamente,mas vou permanecer dessa forma,só assim as coisas funcionam,só assim sinto o gostinho gostoso de sentir saudades,com curiosidade de saber o que faz,por onde anda,sem poder saber,mas saber aonde está sem ao menos falar. Eu sinto. E,bem,apesar de parecer,isso também não vai durar um eternidade. Um dia o coração vai bater normalmente,mesmo com saudades.

O que eu quero pra Dois Mil e Onze? Eu quero é mais! Quero dar mais de mim,dar a volta por cima de novo,sem auxilio,sem precisar amar alguém pra viver,acreditando na felicidade que estou começando a experimentar aos poucos,acreditar na felicidade que eu mereço,que eu vejo. Eu quero ir longe,quero o novo sem esquecer o velho. Eu não sei definir o que realmente quero,isso não cabe em meus braços,muito menos em minhas palavras. Eu só quero. Não é muito querer. Ou é?

Quero dois mil e onze. Quero sem medo ir descobrindo o que vai acontecer,doa ou não.Quero manter distante quem por opção resolveu ir embora...Isso não vai me doer,pois não foi eu quem quis ir embora. Por isso continuo aqui,esperando caso algum dia volte. Eu SEMPRE estou aqui. Mas a vida vai seguindo caminho,sempre pra frente,sem paradas,sem exceções,sem descanso. Quero esse ano novo com tudo,e essa vida nova realmente,e definitivamente renovada.

Happy new Year,Yeah!!

Um comentário: