07 setembro 2011

Sementes, Flores e Futuros

Eu juro que eu era uma semente morta.

Porque existiu um dia em que nem a dor me doía mais, em que nem o doce mais doce me adocicava, nem a história mais bonita me esperançava, nem o orvalho da mais linda aurora me motivava a ser o que eu tanto queria.

Mas, é isso: Em uma dessas auroras sem sentido, veio um cara diferente, que cuidou de mim "diferente", ganhou a minha confiança de um jeito diferente, o meu carinho, me plantou, me regou, e agora, todos os dias ele olha pra mim quando nasce o Sol e diz que sou a mais bela flor do seu jardim... e que nunca vai me deixar murchar, mudar, decair, secar.

É isso mesmo, agora eu juro que eu sou uma Flor, no meio de tantas, notada por aquele que me cuidou bem, que fez com que eu me tornasse essa Flor.

Bem, lá se foi uma história igual á todas as histórias de flores mais lindas do jardim que antes disso eram sementes mortas... Mesmo sabendo que semente morta não vinga flor. Eu vinguei. Porque ele era diferente.

E o meu futuro é ele. Eu quero ele me cuidando pro resto da vida, talvez porque ele foi diferente desde o começo e isso me cativou de uma forma que...

No momento em que ele se mantém longe de mim, eu murcho, mudo, caio, seco. E quando ele volta, é como se eu nascesse. Toda vez que eu o vejo, eu vivo. É por isso que quero ele me cuidando pra sempre, sabe? Porque eu quero me manter viva sem precisar morrer por ele ter que partir.

Me desculpem não poder finalizar isso com perfeição, é que... flores não costumam se expressar com frequência, e me desculpem as reticências... É que o meu futuro é o que eu vivo, e o que eu vivo, eu só quero viver, viver, viver, viver com ele me cuidando.

Engraçado como "ele" sempre está presente em cada parágrafo meu.

É... eu vou ser a sua flor pra sempre.

ps: Sem "acho" pra ser certeza. Porque você é a minha certeza.

Eu tenho quase certeza que somente uma pessoa vai entender esse post. Mas não se preocupem, é necessário que somente ela entenda, e mais ninguém precisa. Grata!