02 julho 2012

Bonito

Acho bonito como eles ficam deitadinhos como se estivessem olhando um céu estrelado quando na verdade estão debatendo a vida com carinho: O que fazer? Será que é certo?
Um tentando ajudar o outro, de repente vem uma ideia muito boba e começam a rir, rir muito, até rir com os olhos assim, bem apertadinhos.

Ela fica um pouco chateada quando ele brinca, mas ele faz de propósito, diz que é para ver a carinha de brava que deixa ele mais apaixonado ainda. Que sintonia! Não é aquela amizade que brilha no olho de só um deles, é aquele amor que incendeia o olhar dos dois. E é muito bom sentir isso.

Olha só que alegria é ver os estágios do dia deles, como se fosse uma sequencia de fotografias: Uma hora olhando para cima, outrora abraçando, uma hora rindo, outrora titubeando, uma hora se amando, outrora dormindo... e esse ciclo só acaba quando ele vai embora, porque eles ainda não estão juntos sempre, só algumas vezes.

Engraçado é saber que sempre sonhei em ter um amor tão bonito assim, e olha só, que coincidência, hoje eu vivo.

2 comentários:

  1. Nada mais lindo do que um amor correspondido!
    Belo texto. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Digo dsas palavras de Giulia as minhas!
    Nada melhor que está apaixonada e saber que esse amor é correspondido!
    Amei seu blog!:)

    ResponderExcluir